contato@turismoouropreto.com (31) 98735.0363

Heranças da Inconfidência

Para compreendermos o que o estado de Minas Gerais herdou da época da Inconfidência Mineira, é necessário que se entenda, primeiramente, do que se tratou esse movimento, bem como o contexto histórico em que ocorreu.

Riquíssima em ouro, com várias minas importantes ainda não descobertas nem explorados, Minas Gerais (que ainda se chamava “capitania de Minas”), era a localidade mais rica já encontrada pelos portugueses.

Até hoje, Joaquim José da Silva Xavier, o Tiradentes, é lembrado de muitas formas, porém o que a maioria das pessoas não sabe é que dia 21 de Abril, feriado nacional, se refere à data em que ele foi morto por enforcamento no ano de 1792 no Rio de Janeiro.

A revolta que culminou na Inconfidência mineira se deu por vários motivos. O quinto do ouro era uma espécie de tributação de até 20% sobre a extração do metal que os mineradores eram obrigados a pagar à Coroa Portuguesa.

Além disso, Portugal ainda exigia que fosse paga a “derrama”, que era uma quantia em torno de 1.500 kg de ouro de cada região que explorasse o ouro. Caso tal exigência não fosse efetivada, soldados portugueses estavam autorizados a confiscar bem populares até completar o valor.

A questão histórica mais famosa do Movimento dos Inconfidentes é mesmo a que trata da discordância com relação à derrama. Porém, tinha outros objetivos para a Capitania de Minas Gerais, tais como: romper a aliança com Portugal; criar indústrias e empregos e acabar com o polo comercial de Portugal entre outros.

Um ponto interessante a ser lembrado é que o estouro do movimento foi combinado justamente para o dia em que se esperava que Visconde de Barbacena, então governador da Capitania de Minas, publicasse a cobrança da derrama.

Ocorre que, pouco antes, Visconde de Barbacena foi procurado com a informação de que iria eclodir o movimento e, assim, ordenou a prisão dos Inconfidentes. Ao contrário do que se mostra, Joaquim Silvério dos Reis não foi o único traidor. O tenente Basílio de Brito Malheiros e o mestre de campo Inácio Correia Pamplona estavam junto dele quando foi até o governador Visconde de Barbacena para prestar a delação!

É bom saber também que o traidor Joaquim Silvério dos Reis não fez isso à toa! Ao informar ao governo sobre o levante dos Inconfidentes, teve todas as suas dívidas perdoadas pela Coroa Portuguesa!

Após o processo, os inconfidentes foram condenados a diversas penas, que variam de prisão perpétua e morte na forca! Dona Maria, rainha de Portugal, perdoou todos os demais condenados, mas manteve a pena de Tiradentes, para ser utilizada como exemplo e intimidação, tendo em vista ter sido ele o maior propagador do movimento.

Tiradentes, além de ser enforcado, foi esquartejado e as partes do seu corpo foram espalhadas pela estrada, tendo sido a cabeça pendurada em praça pública em Ouro Preto.

Um ponto em que não se toca é que muitos Inconfidentes eram corruptos, se beneficiavam de privilégios da coroa e se envolveu inclusive em contrabando de ouro e, infelizmente, essa também é uma herança que se encontra enraizada no serviço público brasileiro até à atualidade.

Atualmente, é possível conhecer um pouco mais da História e entender o que realmente foi a inconfidência Mineira no Museu da Inconfidência, localizado em Ouro Preto.

Dentro do museu, o Panteão dos Inconfidentes abriga os restos mortais de alguns Inconfidentes, além de uma lápide vazia que representa os restos mortais de Tiradentes, tendo em vista o esquartejamento do seu corpo.

Uma documentação jurídica ampla ocupa a sala de arquivo judiciário, sendo uma importante fonte de conhecimento de como se dava a vida jurídica da época e de como foram os passos judiciais da Revolta, dos processos, das prisões e das condenações à morte.

Além disso, o acervo do museu oferece pinturas, fotografias e peças históricas como roupas e objetos típicos da época em que tudo ocorreu.

Todo esse acervo faz com que se entenda melhor o dia a dia e o pensamento das pessoas que viveram naquela época, principalmente por que o museu se localiza na antiga cadeia da cidade. Vale muito a pena visitar e conhecer um pouco mais da História do Estado de Minas Gerais, de grande relevância para o país e para o mundo!

Fale com nossos representantes e agende já a sua estadia!

Sobre o autor

Deixe uma resposta

*